Honestamente, temos alguns assuntos por resolver

E são desafiadores. O Índice de Prontidão para a Transição Energética revela que não fizemos tanto progresso quanto pensávamos.

O Índice de Prontidão para a Transição Energética é um estudo aprofundado que avalia nosso progresso rumo à transformação total do sistema de energia e consolida isso num único índice numérico de “prontidão”. Ele varia de região para região. Mas todos esses números têm uma coisa em comum: são bem mais baixos do que deveriam ser.

global energy report on a screen

Sua região está pronta?

O relatório global mostra que é hora de cair na real.

No ano passado, com o apoio da consultoria de gestão internacional Roland Berger, nosso parceiro de conhecimento, perguntamos a quase 2.000 especialistas em energia e tomadores de decisão do setor de energia na Ásia-Pacífico, Europa, Oriente Médio, América do Norte e América Latina, quais prioridades estavam sendo definidas para a transição energética em suas regiões e quanto progresso já havia sido feito. Em seguida, usamos esses dados para calcular o “Índice de Prontidão para a Transição Energética” de cada região.

A sua região está pronta?

O índice descreve a prontidão percebida, em uma escala de 0 a 100%, da transição energética rumo a emissões zero nas diferentes regiões. Baixe qualquer um dos relatórios regionais clicando no gráfico ou baixe o relatório global aqui.

Hidrogênio verde para o mundo

É provável que o Oriente Médio e a África se tornem um epicentro da energia sustentável - porém mais regulamentação e investimento direcionado são cruciais

Baixar o relatório
A América do Norte está moldando a transição energética

Emissões per capita estão entre as mais altas do mundo, mas reduções significativas já foram alcançadas rumo à descarbonização. Novos desenvolvimentos posicionam os EUA como um modelo para o avanço dos negócios verdes.

Baixar o relatório
Preparada para a mudança

A região da Ásia-Pacífico tem bases sólidas para alcançar a transição energética – mas ainda há muito a ser feito

Baixar o relatório
Relatório de Energia da Europa Baixar o relatório
Uma potência em energia com potencial global

Ao agir em prioridades-chave, a América Latina pode ganhar influência mundial no fornecimento de energia e na transição energética

Baixar o relatório

O índice agrega as respostas dos especialistas, combinando o andamento de cada prioridade (“prontidão”) à avaliação de sua respectiva importância (“maturidade do sistema”), o que nos permite chegar a um percentual que revela a percepção de prontidão da região na transição para emissões zero. Os números mostram a chocante realidade do baixo progresso que o mundo alcançou. Mas também apontam para uma abordagem mais sistemática em relação à transição energética com cinco ações críticas. A abordagem bem-sucedida dessas prioridades globalmente resultará em um salto significativo em direção às emissões zero.

Precisamos tirar o atraso rapidamente

Estamos todos atrasados em nossas metas de transição energética e os desafios estão se tornando cada vez maiores e urgentes. Precisamos agir agora. Saiba mais sobre as cinco ações críticas que todos precisamos realizar e as inovações que irão acelerar a transição.

É hora de agir - sem desculpas

Christian Bruch, CEO da Siemens Energy, fala sobre 5 ações críticas para a transição energética

Modelando emissões net-zero

Bem-vindos ao Centro de Turbinas a Hidrogênio com Emissão Zero

Haru Oni: Acampamento base do futuro

Início da produção na primeira usina de hidrogênio integrada, comercial e em escala industrial do mundo para combustíveis sintéticos neutros para o clima.

O grande estabilizador de rede da Irlanda

Como uma nova visão verde radical para uma usina de energia movida a carvão trará estabilidade à rede

Aproveitando o calor residual ao máximo

Siemens Energy e Vattenfall Wärme Berlin AG estão testando uma bomba de calor de alta temperatura no centro de resfriamento em Potsdamer Platz

“O verdadeiro impacto da transição energética é realmente deixar as comunidades contribuírem positivamente. Isso lhes permite ter acesso à energia, à possibilidade de aumentar os empregos verdes e melhorar os meios de subsistência e o bem-estar local.” 
Angela Consuelo Ibay, Programa de Mudança Climática e Energia da WWF Filipinas
“Precisamos agir e precisamos agir rapidamente.” 
H.E. Suhail Al Mazrouei, Ministro de Energia & Infraestrutura dos Emirados Árabes Unidos
"Acredito firmemente na tecnologia. Tenho certeza de que encontraremos soluções que permitam um certo nível de conforto, clima neutro e bem-estar, mas também precisamos mudar tudo em relação a como vivemos.”
Hannah König, Head de Suprimentos, EnBw
“Cerca de 80% da população da América Latina vive nas cidades. Não dá para falar em aumentar a geração renovável se não há como levar essa energia para todos e a um preço acessível.”
Alvaro Villasante, Vice-Presidente de Gestão de Negócios e Inovação, Grupo Energia Bogotá Colômbia
“Se quisermos pegar um caminho mais estável e sustentável, precisamos que todos os constituintes de nossa sociedade construam um consenso e levem isso ao sistema político.” 
Ron Brownstein, Analista Político Sênior, CNN